• Brasil
  • 03:51:14 am

Após vídeo viralizar, mãe e filha autista ganham ajuda para tratamento

Olívia tem autismo, paralisia e baixa visão. Ela também foi diagnosticada com atraso mental, nistagmo (movimentos repetitivos dos olhos) e possui com frequência crises epilépticas

news-details

A pequena Olívia, de 2 aninhos, ficou conhecida após um vídeo lindo em que ela enxerga tudo pela 1ª vez. Esse milagre foi possível graças à doação de dinheiro que a mãe recebeu e usou para comprar óculos especiais para a filha, mesmo com a família passando por uma situação financeira muito difícil.

A mãe chora de alegria ao ver a reação de felicidade da Olivia. Mas, a alegria da dona de casa Amanda Gomes de Santana, 29 anos, esconde uma realidade dura. Amanda e Olivia moram em Camaragibe, em Pernambuco, e a família está praticamente sem renda para o sustento de casa e tratamento da filha.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-7465979724304684"
crossorigin="anonymous"></script>

Olívia tem autismo, paralisia e baixa visão. Ela também foi diagnosticada com atraso mental, nistagmo (movimentos repetitivos dos olhos) e possui com frequência crises epilépticas. A família precisa ajuda para os custos com o tratamento da pequena. Por isso, abraçamos essa linda missão e está no ar a vaquinha para ajudar no tratamento da menina. Para fazer a contribuição, doe pela chave PIX: olivia-cadeira@sovaquinhaboa.com.br . 

Situação da família

Amanda tem mais dois filhos pequenos de 8 e 4 anos e o marido, Bruno da Silva, teve que deixar o emprego de entregador para ajudá-la nos cuidados especiais com a Olívia, como as idas ao médico.

Eles contam apenas com o benefício que a Olívia recebe do governo, valor que nem de longe cobre as despesas da casa, mas não desistem! Por conta da saúde fragilidade da menina, ela necessita de três tipos de cadeiras para o seu melhor desenvolvimento:

* um cadeira de banho especial, por causa do desvio na coluna (hoje ela toma banho no quintal para a mãe conseguir segurá-la, já que o banheiro de casa é muito pequeno);
* cadeira de rodas e
* um andador para fisioterapia.