Bom Prato

BOM PRATO OFERECERÁ REFEIÇÕES ATÉ DEZEMBRO

Desde o início da pandemia, a rede Bom Prato serviu quase 50 milhões de refeições, sendo mais de um milhão servidas gratuitamente para as pessoas em situação de rua
Por: Da Redação | Categoria: Franca e Região | 20-09-2021 20:54 |
A oferta de jantares, medida adotada durante a pandemia, também será mantida até a mesma data
A oferta de jantares, medida adotada durante a pandemia, também será mantida até a mesma data Foto de Divulgação

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, prorrogou até 31 de dezembro a oferta de refeições gratuitas para pessoas em situação de rua, devidamente cadastradas pelos municípios, nos 59 restaurantes Bom Prato em todo o Estado.

A oferta de jantares, medida adotada durante a pandemia, também será mantida até a mesma data.

LEIA TAMBÉM:
Luiza Helena Trajano entra para a lista das pessoas mais influentes

"O Bom Prato é um dos maiores programas de segurança alimentar do mundo e, enquanto durarem os efeitos da pandemia de Covid 19, o Governador João Doria seguirá trabalhando firmemente para garantir uma nutrição adequada para pessoas em situação de vulnerabilidade social, proposta que o Bom Prato desempenha com sucesso há mais de 20 anos", diz Célia Parnes, Secretária Estadual de Desenvolvimento Social.

Desde o início da pandemia, a rede Bom Prato serviu quase 50 milhões de refeições, sendo mais de um milhão servidas gratuitamente para as pessoas em situação de rua.

Outra novidade é que todos os restaurantes da rede também reabrem os salões, em substituição ao serviço de marmitex, adotado emergencialmente em março de 2020, no começo da pandemia. Com isso, as unidades além de ofertarem refeições de qualidade, acolhem os frequentadores, garantindo um espaço adequado para higienização das mãos e, também, proporcionando a oportunidade de socialização entre os usuários.

Importante destacar que a reabertura dos salões segue todos os protocolos de higiene necessários para evitar a propagação do coronavírus, com uso de máscaras quando os usuários não estiverem fazendo as refeições, distanciamento tanto nas filas quanto nas mesas (cadeiras alternadas entre os usuários), disponibilização de sabão e álcool em gel nos lavatórios e controle do número de pessoas dentro do salão.

Conforme publicou o Portal Pop Mundi.