Dívida

GILSON DEIXA DÍVIDA DE QUASE R$ 400 MIL DE ÁGUA

Sessão teve também outros projetos aprovados
Por: Thiago Rocioli | Categoria: Franca e Região | 28-07-2021 08:28 |
Câmara Municipal
Câmara Municipal Foto de Divulgação/Câmara Municipal de Franca

Foi aprovado ontem (27) um projeto que destinará a verba de R$ 397 mil para a Prefeitura de Franca quitar talões de água atrasados em vários departamentos nos anos de 2019 e 2020.

As despesas foram deixadas nas áreas de  Educação, Saúde, Ação Social, Esportes e Meio Ambiente durante a gestão do ex-prefeito Gilson de Souza (DEM). 

LEIA TAMBÉM:
Gaeco deflagra operação GTA

O vereador Della Motta (Podemos) criticou o ex-prefeito diversas vezes, afirmando que a cidade foi tratada com irresponsabilidade e por isso, a Prefeitura terá que quitar mais R$ 70 mil de juros. 

"É um descaso e não tem nenhuma responsabilidade, não só o Prefeito, mas todos os gestores. Eles não estavam administrando a casa deles, são recursos públicos" afirmou o vereador.

Os demais vereadores concordaram dizendo que a dívida pode ser maior ainda e que houve despreparo ou desleixo com a administração pública e defenderam o encaminhamento do caso ao Tribunal de Contas e outros órgãos fiscalizadores. Ao todo, foram constatadas 26 pendências em contas de água e o atraso gerou juros altíssimos.

Contudo, Ilton Ferreira (PL) e Della Motta (Podemos) eram vereadores durante o mandato do ex-prefeito Gilson de Souza.

NOVOS PROJETOS APROVADOS

Foi aprovado também um projeto que cria uma Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Deficientes Auditivos, de autoria de Gilson Pelizaro. 

Também foram aprovados os requerimentos do vereador Claudinei da Rocha (MDB) solicitando informações da Prefeitura sobre a disponibilização de transporte escolar gratuito e a possibilidade de construção de creche e escola na região dos condomínios erguidos pela Construtora Pacaembu.